Como o ortodontista avalia a relação: Disfunção temporomandibular – cefaleias e oclusão dental?

Como o ortodontista avalia a relação: Disfunção temporomandibular – cefaleias e oclusão dental?
How does the orthodontist evaluate the relationship: temporomandibular disorder, headache and dental occlusion?

CEPHALEA: Grupo Transdisciplinar do Estudo da Dor – Betânia Mara Franco Alves, Ariovaldo Alberto da Silva Junior, Frederico Mota Gonçalves Leite, Joismar Manuel Rodrigues, Diego Filipe da Silva, Claudia Mecucci Rocha, Emanuel Costa de Oliveira, Eduardo Januzzi


A disfunção temporomandibular (DTM) pode ser entendida como uma série de alterações funcionais das estruturas envolvidas na mastigação. Podem ocorrer como sinais e sintomas desta condição: cefaleia, otalgia e estalido, além de sensibilidade da musculatura mastigatória e cervical. É uma desordem de etiologia multifatorial onde estão incluídos fatores de riscos, tais como bruxismo, condições oclusais, fatores neuromusculares e psicogênicos. Pacientes com cefaleia e DTM procuram frequentemente o ortodontista para correção da oclusão dental na expectativa de melhorar a dor. Porém, estudos têm mostrado que esta medida não é a mais indicada na maioria dos casos, principalmente se o diagnóstico for cefaleia primária. O objetivo desse estudo foi avaliar o conhecimento de especialistas em ortodontia no manejo clínico da disfunção temporomandibular (DTM) – cefaleia e relação oclusal.

 

Clique aqui para ler o artigo Completo


 

Se deseja se aprofundar neste tema, conheça nosso curso de Pós Graduação

Em Oclusão, Disfunção Temporomandibular E Dor Orofacial

 As Inscrições estão abertas! Aproveite esta oportunidade de se aprofundar ainda mais neste tema fascinante.

Venha participar do nosso treinamento, de forma que possamos acrescentar em muito em sua prática diária, e melhorar ainda mais a condição de vida dos seus pacientes.

Curso Internacional Em Oclusão, Disfunção Temporomandibular E Dor Orofacial